Múltiplos Vínculos

Introdução

Quando um Empregado, Possui Mais de uma Fonte Pagadora, seja na Mesma Empresa ou Não, vinculada ao Regime Geral de Previdência Social na mesma Competência, ele é considerado Empregado com Múltiplos Vínculos.

   

O que é o INSS?

Antes de você aprender sobre empregados com Múltiplos Vínculos, vamos entender um pouco mais sobre o recolhimento de INSS e o famoso Salário-Contribuição!


O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), é o Órgão Publico de natureza jurídica de Autarquia Federal (entidade autônoma e descentralizada, fiscalizada pelo Governo Federal que possui recursos próprios e consegue, desse modo, andar com as próprias pernas), é responsável pela manutenção e pagamento de Aposentadorias e outros Benefícios Previdenciários como Seguro Desemprego, Salario Maternidade, Auxilio Doença entre outros aos empregados segurados e contribuintes individuais.
   
O Pagamento dos benefícios concedidos são custeados pelo recolhimento mensal de todos os empregados ou contribuintes vinculados ao Regime Geral de Previdência Social, especialmente os empregados celestitas que possuem seu recolhimento subtraído diretamente da sua folha de pagamento conforme a tabela progressiva do INSS. Já para os contribuintes individuais o recolhimento pode ser  feito pelo tomador do serviço ou até mesmo pelo próprio como prestador.
   
Categoria de Empregados vinculados de forma obrigatória com o INSS:
   
  1. Empregados;
  2. Empregados domésticos;
  3. Contribuintes individuais;
  4. Trabalhadores avulsos;
  5. Segurados especiais.
   
 Outro ponto importante é… como o Governo Federal controla, administra as informações sobre esse monte de dinheiro recebido de todos os contribuintes?
     
Você Já deve ter ouvido falar ou vai, mas existe atualmente o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas.
 
O eSocial é obrigação que o Governo Federal utiliza para receber todas as informações Trabalhistas e Previdenciárias das Empresas do Brasil todo. 
 
É uma obrigação tão importante no mundo empresarial, em especial para a área de Gestão de Pessoas, que temos uma Página Exclusiva para ela. 

Inclusive não deixe de baixar nosso Aplicativo para Cálculos de recolhimento de INSS na palma de suas mãos (IOS ou Android)


Salário Contribuição

Agora que você entendeu o que é o INSS, vamos Entender o que é e como funciona o Salário Contribuição!


O Salário de Contribuição nada mais é do que  a base de cálculo da contribuição previdenciária dos segurados, ou seja, é o valor a partir do qual, mediante a aplicação da alíquota, obtém-se o valor da contribuição do segurado.
 
 O salário-de-contribuição do segurado empregado é constituído pela remuneração auferida em uma ou mais empresas, assim entendida a totalidade dos rendimentos pagos, devidos ou creditados a qualquer título, durante o mês, destinados a retribuir o trabalho, independentemente da sua forma, inclusive as gorjetas, os ganhos habituais sob a forma de utilidades e os adiantamentos decorrentes de reajuste salarial, quer pelos serviços efetivamente prestados, quer pelo tempo à disposição do empregador ou tomador de serviços, nos termos da lei ou do contrato ou, ainda, de convenção ou acordo coletivo de trabalho ou sentença normativa.
 

Múltiplo Vínculo

Agora que já aprendemos o que é INSS, eSocial e Salário Contribuição, vamos entender melhor sobre o Empregado com Múltiplos Vínculos.


Podemos Conceituar como sendo Múltiplos Vínculos a situação onde um único funcionário possui  dois contratos de trabalho ativos, mesma raiz de CNPJ, ou até mesmo, quando o funcionário possuir dois vínculos empregatícios com a mesma empresa ou empresa distinta. 
 
Dentro do eSocial, Segundo o Manual de Orientação do eSocial (MOS) ,o empregado que prestar serviços a mais de um empregador, deverá  informar a TODOS os empregadores que prestar serviços os valores das remunerações recebidas e das contribuições descontadas, de modo a possibilitar a aplicação da alíquota correta pelos empregadores.
 
Como o salário de contribuição do segurado é a soma de todos os valores recebidos no mês, ou seja, se o empregado trabalha para mais de um empregador, seu salário de contribuição é a soma do que recebe de cada um deles.
 
Além disso, ainda segundo o MOS a Emenda Constitucional nº 103, de 2019 alterou a sistemática de cálculo do desconto do segurado empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso, passando a aplicar, a partir de março de 2020, a tabela progressiva. Todavia, não alterou a alíquota incidente sobre a base de cálculo do contribuinte individual.
 

O empregado pode ter diferentes categorias de trabalho, vamos aprender sobre às duas principais!

 
Como você já leu!  As informações Previdenciárias são informadas para o Governo através da Escrituração do eSocial, nessa obrigações usamos como orientador o Manual de Orientação do eSocial (MOS), conforme o mesmo: 
 

Na Prática

É função do Departamento Pessoal entender como Apurar a Principal Característica do Empregado com Múltiplos Vínculos, O Recolhimento Previdenciário.

 

Perguntas e Respostas Sobre Empregado com Múltiplo Vínculos

Nossa área de Consultoria de Segmentos Possui um Acerto de Conteúdo sobre o assunto, Acesse!


Infográfico


Destaques do blog

A Nota Técnica dispõe sobre a nova regra de transmissão da Escrituração Contábil Digital – ECD relativa à aptidão do profissional contábil registrado no Conselho Feder...

O Ministério do Trabalho e Previdência realizou a atualização da tabela anual utilizada para o cálculo dos valores de seguro-desemprego, para os trabalhadores que tiverem direit...

Não é nenhuma novidade que ainda estamos em período de pandemia provocada pelo vírus do sars-covid (COVID-19) a aproximadamente 2 longos anos, período esse que tivemos que enten...

Por meio da Portaria PGFN nº 214/2022 publicada no DOU Extra de 11/01/2022, foram estabelecidos procedimentos, regras e condições para adesão ao Programa de Regularização Fisca...

A Nota Técnica 2021.004 versão 1.0, publicada no portal da NF-e, divulga novas regras de validação, campos e atualiza regras existentes da NF-e/NFC-e Versão 4.0. Apresentamos as...

O ambiente de produção restrita para a realização de testes da Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Outras Informações Fiscais – EFD-REINF, foi atualizado e di...

A Portaria Interministerial MTP/ME 3/2021, determina a forma de recolhimento das informações do recolhimento do FGTS e demais informações previdenciárias, que passam a ser recol...

Publicado o Convênio ICMS 236/2021, que estabelece os procedimentos nas operações e prestações de mercadorias, bens e serviços destinados a consumidor final não contribuinte d...

Foi disponibilizado o novo Manual da Escrituração Contábil Fiscal (ECF), versão 8.0, aprovado pelo Ato Executivo Declaratório COFIS (ADE COFIS) nº 01/2022. A nova versão traz ...

Através da Lei Complementar 188 de 2021, foram estabelecidas novas regras a serem aplicadas ao Simples Nacional, entre elas a inclusão do transportador autônomo como MEI (Microemp...

O comitê gestor do eSocial, suspendeu o envio dos eventos de remuneração S-1200, na competência de janeiro de 2022. Como aconteceu nos anos anteriores, é preciso aguardar a publ...

Foi publicado na última sexta-feira dia 31/12/2021 a Resolução do Ministério do Trabalho e Previdência/Conselho Nacional de Previdência Social nº 1.347/2021 Basicamente este n...

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.